agitadores em Urumqi no dia 5 de julho (Nova China) - Mundo - iG" /

Polícia matou 12 agitadores em Urumqi no dia 5 de julho (Nova China)

A Polícia chinesa matou 12 agitadores durante os distúrbios entre membros das etnias han e uigur em Urumqi, capital da região de Xinjiang, no dia 5 de julho, informou a agência estatal chinesa Nova China na noite de sábado para domingo, citando uma autoridade local.

AFP |

De acordo com essa fonte, a ação da Polícia chinesa teve como objetivo evitar um banho de sangue.

Três pessoas morreram na hora e outras nove não resistiram aos ferimentos após o atendimento médico, indicou a Nova China, citando o presidente do governo regional de Xinjiang.

Não foram fornecidos detalhes sobre a identidade das vítimas.

As autoridades chinesas responsabilizaram os uigures, minoria muçulmana de língua turca, pelos distúrbios em Urumqi em 5 de julho.

As autoridades chinesas indicaram anteriormente que os "distúrbios" de 5 de julho tinham causado a morte de 192 pessoas, em sua maioria da etnia han, majoritária na China.

Os uigures acusam as forças de segurança chinesas de terem atirado contra manifestantes pacíficos.

Milhares de hans responderam, percorrendo as ruas de Urumqi com armas artesanais e clamando vingança contra os uigures.

bur-pst/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG