Polícia mata sudanês e detém outros 3 africanos que tentavam entrar em Israel

Cairo, 10 jun (EFE).- Um cidadão sudanês morreu hoje após ser atingido pela Polícia egípcia, e outros três africanos foram detidos na Península do Sinai quando tentavam atravessar a fronteira com Israel, informaram fontes policiais egípcias.

EFE |

As fontes explicaram à Efe que o sudanês, identificado como Mohammed Taher Mersal, ia do Egito a Israel junto a dois malineses e outro sudanês, que foram detidos pela Polícia.

Os guardas fronteiriços dispararam contra o grupo depois que este desobedeceu às ordens para parar, e persistiu em sua tentativa de atravessar a fronteira.

Mersal foi atingido por um dos disparos e morreu pouco depois, quando era levado a um hospital da região.

A fronteira entre Egito e Israel que se estende entre o deserto do Neguev e a Península do Sinai, se tornou um ponto de passagem clandestino de africanos que tentam alcançar Israel, o país mais rico da região. EFE nq/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG