Polícia mata cinco manifestantes em protestos na Caxemira

Nova Délhi, 12 ago (EFE).- A Polícia matou hoje pelo menos cinco pessoas em dois protestos na Caxemira indiana, onde continua em vigor o toque de recolher imposto após semanas de distúrbios que já causaram mais de 20 falecimentos na região.

EFE |

Três pessoas morreram e outras oito ficaram feridas na área de Aribal, situada no distrito de Bandipura, enquanto outros dois manifestantes faleceram nos arredores da capital da região, Srinagar, segundo fontes oficiais.

Os manifestantes se queixavam da atuação da Polícia na segunda-feira, quando as forças de segurança mataram outras cinco pessoas, entre elas um dos líderes do grupo separatista Conferência Hurriyat, Sheikh Abdul Aziz.

Aziz protestava junto a milhares de comerciantes muçulmanos da Caxemira indiana que tentavam atravessar a fronteira paquistanesa para vender suas frutas, fartos dos bloqueios de estradas realizados nas últimas semanas de protestos hindus.

Na onda de violência ficaram feridas 400 pessoas, entre elas 100 policiais. EFE daa/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG