A polícia iraniana lançou gases lacrimogêneos nesta quinta-feira contra vários centenas de manifestantes nas proximidades da Universidade de Teerã, onde se concentraram para recordar os protestos estudantis de 1999.

"A polícia recorreu aos gases lacrimogêneos para dispersar as pessoas", contou uma testemunha, dizendo que havia entre 200 e 300 manifestantes reunidos na avenida Kargar, perto da praça Enghelab (revolução), gritando "morte ao ditador".

Nos últimos dias foram distribuídos panfletos em Teerã convocando os habitantes a se manifestar para comememorar o aniversário dos distúrbios estudantis de julho de 1999 e para protestar contra a releição controvertida de Mahmud Ahmadinejad nas eleições presidenciais de 12 de junho passado.

bur/cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.