Polícia italiana prende chefão de clã da Camorra

Antonio Iovine, líder do Casalesi da máfia napolitana, escondeu-se em buraco de parede e tentou pular de sacada para fugir

iG São Paulo |

AP
Homem identificado como Antonio Iovine, líder de clã da máfia napolitana (centro), é escoltado pela polícia em Nápoles, Itália
A polícia italiana prendeu nesta quarta-feira um chefe mafioso que estava foragido havia 14 anos e era um dos homens mais procurados da Itália, disseram fontes no Judiciário. Antonio Iovine, um chefe da Camorra, a versão napolitana da Máfia, da Sicília, estava sendo transferido para um lugar seguro, segundo as fontes.

Iovine, de 46 anos, é considerado o líder do clã Casalesi, da Camorra, e seu nome constava da lista dos 30 criminosos mais procurados do país. "É um grande sucesso. Um duro golpe contra a Camorra", disse o chefe de polícia de Nápoles, Santi Giuffre. Segundo o ministro italiano do Interior, Roberto Maroni, é "um grande dia para a luta contra a máfia".

O líder do clã Casalesi foi preso em uma pequena vila em Casal di Principe, o reduto da Camorra ao norte de Nápoles. Há informações de que ele estava escondido em uma buraco na parede e tentou pular de uma sacada para evitar ser preso. Segundo Giuffre, suas forças se preparavam para prendê-lo há bastante tempo.

A captura de Iovine é a última de uma série de prisões de líderes mafiosos efetuada pelas autoridades italianas nos últimos meses. No início deste ano, ele foi sentenciado à prisão perpétua à revelia juntamente com outros 15 chefes da Camorra, dois quais um ainda está foragido. Eles receberam múltiplas acusações, incluindo assassinato e extorsão.

*Com Reuters e BBC

    Leia tudo sobre: Itáliamáfiacamorra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG