Polícia italiana prende 41 membros da máfia calabresa

ROMA - A polícia italiana prendeu hoje 41 supostos membros da Ndrangheta, a máfia calabresa, informaram fontes policiais.

EFE |

As prisões de supostos mafiosos faz parte da operação policial "Hércules", iniciada na manhã de hoje nesta região e nas de Lácio (centro) e Emília-Romanha (norte) e que contou com a participação de 300 homens.

Segundo fontes da Polícia, esta é uma das maiores operações dos últimos anos contra a Ndrangheta, pois já conseguiu desmantelar "as estruturas de comando" dos grupos mafiosos ativos na província calabresa de Crotone.

O ministro do Interior interino Giuliano Amato definiu esta operação como "um novo passo em direção à libertação da economia calabresa da pressão da Ndrangheta".

Os detidos pertenciam, supostamente, às famílias Vrenna, Corigliano e Bonaventura, ligados a algum dos dois clãs da cidade de Papanice, que nas últimas semanas ajustaram as contas entre si com o assassinato de alguns de seus membros.

Leia mais sobre: máfia

    Leia tudo sobre: mafiamáfia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG