Roma, 2 dez (EFE).- A polícia italiana prendeu hoje, durante operação simultânea várias cidades do país, 24 pessoas acusadas de ligação com a máfia calabresa Ndrangheta para tráfico internacional de entorpecentes.

Na operação "Baía Azul", que aconteceu nas cidades de Milão, Lecce, Palermo, Novara, Pavia e Bérgamo, também foram apreendidos 42 quilos de cocaína, 217 quilos de haxixe, 39 quilos de maconha e mais de 2 milhões de euros, entre imóveis e dinheiro.

Segundo a Polícia, que ainda procura mais seis acusados, a cocaína partiu da Colômbia e passou pela Espanha, enquanto o haxixe e a maconha chegavam da Holanda.

Esta é a segunda fase de uma operação concluída em fevereiro de 2006 com a prisão de outras 16 pessoas vinculadas às famílias Modafferi e Mondella, próximas ao clã mafioso dos Trimboli e dos Marando.

Segundo a polícia italiana, o líder da rede de narcotráfico desarticulada esta terça-feira é Giovanni Amante, quem usava jovens como transportadores da droga, premiando-os caso desenvolvessem bem seu trabalho com quantidades de droga, festas luxuosas e estadias em hotéis de luxo. EFE mcs/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.