Polícia italiana detém 28 tâmeis acusados de financiar os LTTE

Roma, 18 jun (EFE).- A Polícia italiana deteve hoje por ordem do Tribunal de Nápoles 28 tâmeis acusados de pertencer ao grupo cingalês Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE, em inglês), informaram fontes da divisão policial antiterrorista (Digos).

EFE |

A maior parte das detenções ocorreu em Nápoles, mas também foram detidos tâmeis em Palermo, Gênova, Roma, Milão, Biella, Novara e Reggio Emilia.

Segundo as mesmas fontes, a operação policial que levou às detenções começaram há dois anos, quando os agentes descobriram que um grupo de tâmeis residentes em Nápoles arrecadavam fundos dos membros da comunidade cingalesa que vive na Itália através de extorsão e ameaças.

Esse dinheiro, segundo a Polícia antiterrorista, servia para financiar os LTTE, grupo responsável por atentados e ações de guerrilha no Sri Lanka. EFE JL/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG