Polícia italiana detém 2 marroquinos suspeitos de planejar atentados em Milão

Roma, 2 dez (EFE).- A Polícia italiana deteve hoje dois marroquinos suspeitos de pertencer a uma célula islâmica que estava planejando atentados na província de Milão, no norte da Itália, informou a imprensa.

EFE |

As forças da ordem detiveram as duas pessoas após uma investigação realizada pelo procurador de Milão Nicola Piacente, sobre as supostas atividades de uma célula terrorista de matriz islâmica na província.

Os detidos são Rachid Ilhami, de 31 anos e orador do centro cultural Paz de Macherio (Milão), e Gafir Abdelkader, de 42 anos, acusados de terrorismo internacional. Além deles, há outras 10 pessoas investigadas.

Os dois detidos moravam na Itália há vários anos e freqüentavam algumas das mesquitas da zona, estavam preparando atentados contra alvos policiais e civis em Milão, acrescentou a imprensa.

Entre os alvos, segundo algumas escutas telefônicas obtidas pela Procuradoria, estava um supermercado de Seregno, o quartel dos Carabinieri (Polícia militarizada) em Giussano, e o Escritório de Imigração da Chefia de Polícia de Milão.

Para isso estavam preparando artefatos explosivos artesanais com cilindros de oxigênio, graças a manuais obtidos em sites.

No momento da operação policial, acrescentou a imprensa local, o planejamento de atentados estava muito avançado, mas ainda não tinha entrado na fase operacional.

Os dois marroquinos também realizavam atividades de pregação extremista e tentavam recrutar outros cidadãos islâmicos para se juntarem à célula. EFE ccg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG