A Polícia italiana descobriu hoje em Palermo, na ilha da Sicília, um abrigo subterrâneo, supostamente usado pela Cosa Nostra - máfia siciliana - como depósito de armas e stand de tiro.

Os agentes descobriram o esconderijo, no bairro Zen de Palermo, seguindo um suspeito, Antonino Grimaldi, quem foi detido sob a acusação de tráfico de entorpecentes.

Segundo os investigadores, o subterrâneo, que contava com ar condicionado, aparelho de DVD e um sofá, era usado como armazém da droga, e também como esconderijo para os mafiosos procurados pela Justiça.

A Polícia encontrou diversas munições, cerca de 100 embalagens de cocaína prontas para serem vendidas por um valor de US$ 12,5 mil e mais US$ 8,7 mil em dinheiro.

Em uma das salas, construída a dez metros de profundidade, e à qual se chegava através de vários corredores, havia um stand de tiro para testar as armas, já que a parede estava cheia das marcas de balas, segundo explicaram os investigadores.

Ao subterrâneo se chegava passando pelos fundos de um dos edifícios do bairro Zen, conhecido por ser a base do chefe mafioso Salvatore Lo Piccolo, atualmente detido, e após superar uma porta que se abria somente com um comando a distância e outra blindada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.