Polícia italiana desarticula clã mafioso

Roma, 17 mar (EFE).- A Polícia italiana desarticulou hoje o clã Farina, da Camorra napolitana, graças à detenção de 24 pessoas na província de Caserta (sul da Itália), no mesmo dia de outra grande operação antimáfia na Sicília, confirmaram à Agência Efe fontes policiais.

EFE |

As detenções de membros do clã da Camorra, comandado pelo mafioso Antonio Farina, foram decorrentes de 31 ordens de detenção. Dessas, apenas 28 poderiam ser cumpridas, já que quatro delas diziam respeito a pessoas já presas.

As principais acusações contra os detidos são de associação mafiosa, homicídio, porte ilegal de armas de fogo e mais de 100 crimes de extorsão contra empresários e comerciantes da província italiana de Caserta.

O clã Farina controlava toda a região do município de Maddaloni (sul da Itália), onde ocorreu a maioria das detenções.

A Polícia italiana também deteve outras 12 pessoas na Sicília, em outra operação antimáfia, chamada de Camaleonte 2, resultado de uma investigação que começou em 2004 e na qual já havia emitido 15 ordens de detenção - três dessas pessoas já estavam detidas.

Os detidos na Sicília são das comunas de Trabia, Sciara e Termini Imerese, e são acusados de extorsão e formação de quadrilha para a máfia.

Outros 115 membros da máfia siciliana já haviam sido detidos entre dezembro e janeiro, nas operações policiais Perseo e Cartago contra a Cosa Nostra. EFE mcs/bba/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG