Polícia israelense mata palestino em Hebron

Jerusalém, 7 mai (EFE).- Um palestino foi morto a tiros pela Polícia de fronteiras israelense quando tentava de se infiltrar no Túmulo dos Patriarcas da cidade de Hebron, na Cisjordânia, informou hoje uma porta-voz militar.

EFE |

O incidente aconteceu ontem nos arredores do complexo religioso, que está dividido em duas partes, uma sinagoga e uma mesquita.

"Um palestino que andava pela região de forma suspeita tentou entrar no Túmulo dos Patriarcas sem passar pelos procedimentos de segurança", disse a fonte à Agência Efe.

"O agente de segurança ordenou que ele parasse, mas ele desafiou a ordem e continuou caminhando em direção ao Túmulo. Ele teve morte instantânea", assinalou a porta-voz do Exército, que não precisou quantos tiros acertaram o palestino nem em que parte do corpo ele foi baleado.

Um membro da Polícia de fronteiras foi levemente ferido por estilhaços no incidente.

Fontes do Ministério da Defesa citadas pelo diário israelense "Yedioth Ahronoth" asseguraram hoje que "o palestino pretendia tirar a arma de um dos agentes e atacar as forças (de segurança)". EFE aca/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG