Polícia iraquiana descobre vala com corpos de 15 pessoas em Bagdá

Bagdá, 18 nov (EFE) - A Polícia iraquiana descobriu uma vala comum com os restos mortais de 15 pessoas que foram assassinadas a tiros em Bagdá, informaram hoje fontes do Ministério do Interior iraquiano.

EFE |

Segundo seu relato, o túmulo clandestino foi encontrado em uma casa abandonada localizada em um bairro no leste de Bagdá, perto do populoso distrito xiita de Madinat Sadr.

A Polícia explicou que a casa era usada como esconderijo por milícias e que os restos mortais correspondem a pessoas que foram assassinadas durante a violência sectária que afetou o país há dois anos.

Os corpos foram levados ao Instituto Médico Legal para serem identificados, explicaram as fontes, que acrescentaram que a descoberta foi feita no marco de uma campanha de segurança realizada pelas forças iraquianas em Madinat Sadr.

A campanha teve início em abril, após os combates travados entre tropas iraquianas e seguidores do clérigo radical xiita, Moqtada al-Sadr, um dos maiores opositores da presença de tropas americanas no Iraque.

Por outra parte, um civil morreu hoje e outros 20 ficaram feridos na explosão de um carro-bomba nas proximidades de um posto de gasolina em uma localidade perto de Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá. EFE am/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG