Polícia iraniana detém líder de grupo armado da oposição

Teerã, 31 ago (EFE).- A Polícia iraniana deteve no norte do país um suposto líder de uma célula do grupo opositor armado Mujahedin Khalq (Combatentes do Povo), considerado terrorista pelo Governo.

EFE |

Segundo Seyfollah Maliki, membro do tribunal revolucionário da cidade de Qazvin, o detido é um médico de 38 anos identificado apenas como "A.J." e que aparentemente se dedicava a fazer proselitismo para a organização.

O detido foi acusado de distribuir propaganda e instigar a população a realizar manifestações ilegais, como explicou Maliki, citado pela agência de notícias local "Fars".

Além disso, foi acusado de insultar a liderança do país, as autoridades e os clérigos de maior categoria.

Segundo Maliki, junto ao suposto líder foram detidas outras 20 pessoas, que admitiram seus crimes.

A Mujahedin Khalq é uma organização de inspiração socialista islâmica que em princípio participou da revolução que derrubou o último xá da Pérsia, Mohamad Reza Pahlevi.

No entanto, no início da década de 80 passou à oposição armada e se refugiou no Iraque, de onde lançou ataques violentos contra o novo regime iraniano. EFE jm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG