Polícia investiga e-mail enviado por mentor de ataques em Jacarta

Jacarta, 14 ago (EFE).- A Polícia indonésia investiga hoje a origem de um e-mail enviado a um site local que seria utilizado por Noordin Mohammed Top, considerado o cérebro do duplo atentado suicida de 17 de julho na capital.

EFE |

O terrorista mais procurado do Sudeste Asiático, que continua vivo após ser confirmado que não morreu em um confronto com a Polícia há uma semana na ilha de Java, supostamente ameaça em www.bagustv.com realizar novos ataques contra alvos ocidentais.

"Consegui escapar ao cerco policial (...) e nunca me renderei até que a América e seus aliados se retirem do Iraque e de todos os países muçulmanos", supostamente afirma Top na mensagem enviada ao portal fundamentalista.

Há duas semanas e também pela internet, um suposto grupo radical autoproclamado o Braço da Al Qaeda na Indonésia assumiu a autoria do duplo atentado a bomba contra dois hotéis de luxo de Jacarta, que deixou nove mortos e 50 feridos.

O comunicado estava assinado em árabe e indonésio por alguém denominado Abu Muawwidz Nour Din bin Muhammad Top, que chamou os dois suicidas de "irmãos na guerra santa" e qualificou as vítimas de "aguazís da América" e "ladrões dos valores muçulmanos" na Indonésia.

Desde então, uma equipe especial contra o crime eletrônico da Polícia indonésia, apoiada por "hackers" voluntários, rastreia a rede para encontrar o remetente.

Os investigadores indonésios também seguem a pista de uma carga de 12 quilos de substâncias químicas para fabricar explosivos encontrada na semana passada em um armazém ao sul da capital.

A Polícia acredita que esses elementos seriam empregados em atentados contra a vida do presidente, Susilo Bambang Yudhoyono. EFE jpm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG