Polícia investiga como foto de Rihanna agredida vazou à imprensa

Los Angeles (EUA.), 20 fev (EFE).

EFE |

- A Polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, abriu uma investigação interna para determinar quem vazou à imprensa uma fotografia da cantora Rihanna com as marcas da agressão supostamente infligida à estrela por parte do também cantor Chris Brown, informou hoje a corporação.

Em comunicado, as autoridades locais disseram que "a publicação não autorizada de uma fotografia referente a um caso de violência doméstica gerou automaticamente uma investigação interna".

Além disso, a corporação lembra que o dever da Polícia é "manter a confidencialidade das vítimas de violência doméstica".

Rihanna, de 21 anos, foi supostamente agredida por Brown, seu namorado, antes da cerimônia de entrega do Grammy, realizada em Los Angeles no dia 8 de fevereiro.

Na foto que vazou à imprensa e que foi publicada originalmente na quinta-feira pelo site "TMZ.com", especializado em celebridades, a artista de Barbados aparece com o rosto machucado, com fortes hematomas e cortes nos lábios.

Brown foi detido no dia 8 e, posteriormente, libertado após pagar uma fiança de US$ 50 mil, mas as autoridades ainda devem determinar quais acusações o astro enfrentará.

Esta semana, o cantor, de 19 anos, pediu desculpas pela agressão.

"As palavras não podem expressar quão triste e arrependido estou pelo que aconteceu", disse em comunicado publicado por seu porta-voz.

"Estou buscando o conselho do meu pastor, da minha mãe e de outros entes queridos e estou comprometido, com ajuda de Deus, a me tornar uma pessoa melhor", acrescentou. EFE mg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG