Atenas, 23 set (EFE).- A unidade de anti-terrorismo da Polícia grega informou hoje que deteve quatro jovens gregos supostamente relacionados com um esconderijo de armas descoberto hoje em Atenas.

Segundo as primeiras informações do canal estatal de televisão "NET", a Polícia descobriu em um apartamento na região nordeste da capital grega um artefato explosivo e planos de ataques armados contra os gabinetes de vários políticos locais.

O artefato era formado por explosivos colocados em uma panela, um método utilizado no passado em dois ataques reivindicados pelo grupo "Conspiração Núcleos de Fogo" contra alvos governamentais e contra o consulado honorário do Chile em Salônica, norte da Grécia. Em ambos os ataques, só houve danos materiais.

Um terceiro atentado, com o mesmo método, foi cometido hoje contra o apartamento de uma deputada socialista em Atenas, que só sofreu danos materiais. Nenhuma organização assumiu a autoria do atentado até o momento.

Em comunicados divulgados pela Internet, o grupo radical anunciou que continuaria com seus ataques contra a Polícia e políticos, e que se tratava do começo de "uma nova era de guerrilha urbana".

Há na Grécia uma longa tradição de grupos radicais de esquerda, inclusive com ataques armados contra instituições políticas que provocaram mortes.

Os membros dos grupos ativos na atualidade são considerados como seguidores dos desmantelados "Luta Popular Revolucionária" e "17 de novembro". EFE afb-jk/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.