bruxo - Mundo - iG" /

Polícia indonésia fecha clínica de menino bruxo

Jacarta, 10 fev (EFE).- A Polícia da Indonésia fechou hoje uma clínica em Java dirigida por uma criança de 9 anos que teria poderes curativos, depois que quatro pessoas morreram enquanto esperavam a vez para serem atendidas.

EFE |

Os agentes da ordem do distrito de Jombang levaram o menino "bruxo" Muhammad Ponari para um lugar secreto, "por razões de segurança", já que milhares de pessoas se amontoavam junto à casa da criança querendo atendimento, segundo a agência de notícias "Antara".

Cerca de 50 mil pessoas foram à casa e à clínica do garoto desde que o menor encontrou uma pedra com supostos poderes curativos, após ser atingido por um raio, no mês passado.

O remédio dado pela criança para todos os tipos de doenças era o mesmo: molhar a "pedra mágica" na água e dar o líquido para os doentes beberem.

Duas das vítimas mortais faleceram na semana passada em um tumulto e os outros dois morreram ontem "por causa de problemas respiratórios" enquanto esperavam na fila, segundo a Polícia.

As forças de segurança tomaram depoimentos de pessoas que aguardaram durante mais de dois dias para serem atendidas.

As tradições curativas tradicionais e o alto custo dos tratamentos convencionais fazem com que bruxos e curandeiros tenham uma ampla aceitação nas zonas rurais da Indonésia. EFE jpm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG