Polícia indonésia detém 5 supostos terroristas islâmicos

Jacarta, 22 out (EFE).- A Polícia Nacional da Indonésia informou hoje sobre a detenção de cinco supostos terroristas islamitas, a apenas dois dias do anúncio da data da execução dos três condenados pelos atentados em Bali, no qual 202 pessoas morreram.

EFE |

As detenções ocorreram em Jacarta e na cidade de Bogor, situada também na ilha de Java, ao sudoeste do país, dentro de uma operação na qual também foi apreendido material para fabricar bombas.

Os cinco detidos estão ligados à Jemaah Islamiya, considerada pelos corpos de segurança o braço regional da Al Qaeda no Sudeste Asiático, ou a alguma das organizações próximas.

Suspeita-se que os detidos estão relacionados ao malaio Noordin Mohammad Top, estrategista e responsável de finanças do grupo terrorista, e um dos líderes terroristas da Jemaah Islamiya mais procurados do Sudeste Asiático.

A operação policial concluiu um dia depois que o Tribunal Constitucional rejeitou o pedido dos autores dos atentados de Bali para serem decapitados, em vez de fuzilados.

Os condenados serão executados até o fim do ano, informou a Procuradoria Geral do Estado no início de outubro, mas, por enquanto, não se sabe a data exata.

Em conseqüência, o Governo indonésio elevou seu nível de alerta terrorista em Jacarta e na ilha de Bali, diante de uma eventual represália da Jemaah Islamiya. EFE jpm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG