Polícia indiana mata dois supostos terroristas paquistaneses

NOVA DÉLHI - Um grupo de unidades policiais antiterroristas matou hoje a tiros dois supostos terroristas paquistaneses nos arredores de Nova Délhi na véspera do Dia da República, no qual as medidas de segurança se extremam cada ano na capital indiana.

EFE |

O subchefe do corpo policial antiterrorista (ATS, ma sigla em inglês) da região de Uttar Pradesh, Brij Lal, explicou em entrevista coletiva que o tiroteio aconteceu às 2h15 de hoje (18h45 de ontem horário de Brasília) na localidade de Noida, nos arredores de Délhi.

"Os terroristas abriram fogo contra a unidade da ATS, que respondeu atirando. O motorista do carro perdeu o controle e se saiu da estrada. Durante o tiroteio, o oficial Vinod Kumar Singh ficou ferido", detalhou Lal, citado pelas agências "Ians" e "PTI".

Os dois terroristas que conduziam o carro também ficaram feridos e foram levados ao hospital, onde morreram pouco depois.

A fonte policial identificou aos mortos como Abu Ismail, natural de Rawalkot, localidade da Caxemira paquistanesa, e Ali Ahmed, de Rahimyar Khan, situada no Punjab paquistanês, embora não tenha estabelecido vínculos com nenhum grupo terrorista concretamente.

    Leia tudo sobre: terrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG