A polícia da Índia matou neste domingo nas proximidades de Nova Délhi dois homens armados, apresentados como paquistaneses, em um momento de alerta máximo em todo o país na véspera de um feriado nacional.

Uma equipe da unidade antiterrorista perseguiu o carro ocupado pelos dois homens e alcançaram o veículo em Noida, a 20 km de Nova Délhi, informou Brij Lal, comandante de polícia do estado de Uttar Pradesh.

"A equipe pediu aos terroristas que parassem, mas eles abriram fogo contra os policiais, que responderam e os mataram", declarou o chefe de polícia.

Os dois homens morreram a caminho do hospital.

"Os passaportes encontrados indicam que os dois homens eram paquistaneses, mas nenhum elemento permite associá-los ao Lashkar-e-Taiba (LeT)", completou Lal, em referência ao grupo terrorista acusado por Nova Délhi de ter cometido os atentados de Mumbai no fim de novembro.

"Com certeza são paquistaneses, mas até que tenhamos examinado os documentos não podemos fazer nenhuma conclusão", acrescentou.

A polícia encontrou no veículo dois rifles AK-47, cinco granadas e detonadores.

A Índia celebra na segunda-feira seu feriado nacional sob fortes medidas de segurança, depois dos ataques em Mumbai que se deixaram 174 mortos, incluindo nove terroristas.

ym/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.