Polícia impede comício a favor de Fujimori em Lima

Lima, 24 abr (EFE).- Um grupo de policiais municipais impediu hoje a realização de um comício de seguidores do ex-presidente peruano Alberto Fujimori no distrito de San Juan de Lurigancho, em Lima, informa a imprensa local.

EFE |

A emissora "Radio Programas del Perú" (RPP) informou que membros da Polícia municipal enfrentaram os fujimoristas quando eles tentavam se manifestar contra a condenação do ex-líder a 25 anos de prisão, imposta no dia 7 de abril.

O congressista Alejandro Aguinaga, médico pessoal de Fujimori, declarou à emissora que a manifestação teve de ser suspensa, mesmo tendo uma autorização da Prefeitura.

Nesse sentido, expressou sua "estranheza" com o fato de o prefeito do distrito, Carlos Burgos, ter enviado um caminhão cheio de policiais ao local.

Aguinaga disse que não existia "nenhum argumento sólido" para a presença dos agentes, e afirmou que o prefeito é "antifujimorista".

Fujimori foi condenado no dia 7 de abril a 25 anos de prisão pelos massacres de Barrios Altos e La Cantuta, que foram perpetradas em 1991 e 1992 e deixaram 25 mortos, e pelo sequestro agravado de um jornalista e um empresário após o "autogolpe" de Estado de 1992. EFE dub/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG