Polícia hondurenha diz incidentes no aeroporto serão investigados

Tegucigalpa, 6 jul (EFE).- A Polícia hondurenha disse que averiguará os incidentes registrados hoje, quando militares responderam a uma manifestação a favor do presidente deposto Manuel Zelaya com disparos que causaram um morto e pelo menos dez feridos.

EFE |

"Foram ordenadas as investigações que nos permitam estabelecer a clareza dos fatos", disse o porta-voz da Polícia, Héctor Iván Mejía, em uma declaração transmitida a todo o país por rádio e televisão na qual não foram divulgados dados de mortos ou feridos.

Na comunicação, Mejía deu conta de "uma manifestação popular na qual se expressava o apoio ao ex-presidente José Manuel Zelaya" em frente ao aeroporto Toncontín de Tegucigalpa.

Mejía disse que aconteceu um "confronto entre a autoridade e os manifestantes com resultados ainda não constatados".

Ele acrescentou que a Polícia lamenta os fatos ocorridos como consequência destes distúrbios e apelou à população para se abster de promover "a desordem e a intranquilidade". EFE jlp/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG