Polícia frustra atentado na Colômbia, na véspera da visita de Lula

Foram apreendidos nesta sexta-feira pelo menos 30 quilos de explosivo Anfo, que seriam usados pelas Farc em atos terroristas durante as marchas pelos reféns dessa guerrilha, programadas para o próximo domingo, informou a Procuradoria, em Bogotá.

AFP |

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva estará neste final de semana na Colômbia, onde viajará a Leticia, na fronteira com Brasil e Peru, para assistir no domingo, ao lado dos presidentes Alvaro Uribe (colombiano) e Alan Garcia (peruano), ao desfile militar organizado para comemorar a festa nacional da Colômbia.

Os três dirigentes assistirão em seguida a um show dedicado às vítimas de seqüestro, que contará com a presença, entre outros artistas, dos cantores colombianos Shakira e Carlos Vives.

O Anfo é um potente explosivo formado pela mistura de nitrato de amônia e de um combustível derivado do petróleo.

Agentes do Corpo Técnico de Investigações (CTI) da Procuradoria também apreenderam 170 metros de pavio e 82 metros de cordel detonante, que estavam sendo transportados por dois guerrilheiros em um veículo.

A operação aconteceu em um bairro pobre do sul de Bogotá, informou o órgão, acrescentando que o material apreendido "seria utilizado para cometer ações terroristas durante a celebração do 198º aniversário da Independência Nacional, na capital da República".

Por ocasião da Festa Nacional colombiana nas cidades de todo o país, serão realizadas marchas cidadãs para reivindicar das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) a libertação dos seqüestrados que ainda estão em seu poder.

Essas manifestações também se estenderão a várias cidades do exterior, entre elas Paris, onde será liderada pela ex-candidata presidencial colombiana e ex-refém Ingrid Betancourt, que também tem nacionalidade francesa.

pro/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG