HELSINQUE (Reuters) - A polícia finlandesa falou com o atirador que matou nove pessoas em uma escola no oeste da Finlândia, um dia antes do ataque, devido a um vídeo que ele publicou no YouTube, informou a ministra do Interior finlandesa na terça-feira. A ministra do Interior, Anne Holmlunud disse em uma coletiva de imprensa que a polícia foi alertada sobre um vídeo que o atirador colocou na Internet, mostrando-o empunhando uma arma, mas não foi possível entrar em contato com ele imediatamente.

'A polícia chegou a ele na segunda-feira, 22 de setembro, e pediu para interrogá-lo sobre o vídeo', disse Holmlund.

Ela disse que o atirador, que ainda não foi identificado, tinha uma permissão temporária para ter a pistola calibre 22, mas a permissão não foi retirada.

'A ação policial será examinada em detalhe mais tarde. O atirador tinha uma licença temporária para ter uma pistola calibre 22 e ele a recebeu em agosto de 2008. Era sua primeira arma'.

(Por Sakari Suoninen)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.