Polícia finlandesa detém 4 suspeitos de atacar embaixada turca

Helsinque, 21 out (EFE) - A Polícia finlandesa deteve hoje quatro jovens suspeitos de ter atacado a embaixada turca em Helsinque com um ou vários coquetéis molotov esta madrugada, informou a televisão pública YLE. Segundo a Polícia, o ataque contra a embaixada turca, que provocou um incêndio na porta principal do edifício e posteriormente se estendeu antes de ser controlado pelos bombeiros, pode ter motivações políticas. Os detidos são jovens de 20 anos. Todos vivem na Finlândia, mas pelo menos alguns deles são de origem curda, explicou à YLE o comissário Jussi Huhtela.

EFE |

O porta-voz policial explicou que suspeitos serão interrogados durante o dia de hoje, mas se negou a dar mais detalhes.

Um dos trabalhadores da embaixada ficou levemente intoxicado pela fumaça e teve que ser levado a um hospital.

Horas antes, 200 pessoas se manifestaram pacificamente em frente à embaixada turca em solidariedade para com o líder do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Abdala Ocalan. EFE jg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG