Madri, 1 dez (EFE).- A polícia espanhola divulgou hoje a prisão de 40 pessoas, em 27 províncias, na semana passada, por distribuírem fotografias e vídeos de pornografia infantil através da internet.

Além dos detidos na denominada operação Ninja, outras 35 pessoas foram acusadas.

A operação começou em fevereiro passado, após uma denúncia apresentada à Guarda Civil espanhola.

A polícia apreendeu 12 computadores portáteis contendo mais de 1.350 gigabytes, com material de pedofilia, além de 25 mil fotografias e de mais de 9 mil vídeos.

Um dos detidos mantinha, inclusive, um site no qual postava fotografias e vídeos.

A investigação da Guarda Civil permitiu localizar 66 usuários que compartilhavam e distribuíam estes arquivos pornográficos.

Posteriormente, os agentes identificaram os internautas, após localizar os domicílios nos quais se descarregavam os conteúdos com pedofilia.

Todos os detidos e acusados foram postos à disposição da Justiça.

EFE nac/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.