Polícia espanhola prende 4 advogados de presos do ETA no País Basco

Bilbao (Espanha), 14 abr (EFE).- A Guarda Civil espanhola deteve hoje em Bilbao e Hernani, na vizinha província de Guipúzcoa, no País Basco, a quatro advogados que defendem habitualmente a presos da ETA, informaram à Agência Efe fontes da luta antiterrorista.

EFE |

O juiz da Audiência Nacional espanhola Fernando Grande-Marlaska acusa os detidos de associação à organização terrorista ou colaboração com a ETA, informaram em Madri fontes jurídicas.

Na cidade de Bilbao foram detidas Arantza Zulueta, uma das mais importantes advogadas da esquerda radical independentista basca e Naia Zurriarain, segundo as fontes da luta antiterrorista.

Os outros dois advogados detidos, em Hernani (Guipúzcoa), são Iker Sarriegi e Jon Enparantza.

Em 2 de março, a Audiência Nacional absolveu a Enparantza do delito de exaltar o terrorismo em uma homenagem ao preso "etarra" José María Sagarduy, em uma causa na qual foi defendido por Arantza Zulueta, uma das detidas hoje.

Nesse mesmo procedimento, a Audiência Nacional condenou a dois anos de prisão o ex-porta-voz de Batasuna, formação considerada o braço político da ETA, Arnaldo Otegi. EFE nac/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG