Polícia espanhola deteve 2 brasileiros no aeroporto de Barajas em junho

Madri, 6 jul (EFE).- A Polícia espanhola deteve dois brasileiros, além de 50 pessoas de outras nacionalidades, no aeroporto de Barajas, em Madri, e apreendeu quase 100 quilos de cocaína durante o mês de junho.

EFE |

Entre os detidos, além dos brasileiros, estão 12 espanhóis, 10 colombianos, 4 holandeses, 3 venezuelanos, 3 mexicanos, 2 britânicos, 2 bolivianos e 2 chilenos, informaram hoje à Agência Efe fontes policiais.

Os outros detidos eram do Panamá, Costa Rica, França, Paraguai, Romênia, Nigéria, Estônia, Equador, Peru, Argentina, Itália e Lituânia.

As fontes disseram que, em 19 dos casos, os detidos tinham escondido a droga no organismo, e outros 6 usaram faixas presas a diversas partes do corpo. Em 5 casos, a cocaína estava no fundo falso das malas e nos outros tinha sido colocada em, vários objetos.

A operação mais importante da divisão de entorpecentes aconteceu em 3 de junho, data na qual foram detidas 13 pessoas, das quais 10 eram funcionárias do serviço de assistência em terra do aeroporto em Madri.

Essas detenções aconteceram dentro da Operação Rosales, na qual foram detidas 37 pessoas - entre elas um subinspetor do Corpo Nacional de Polícia da localidade de Torrejón de Ardoz, em Madri -, acusadas de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e imigração clandestina. EFE oas/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG