Barcelona, 30 ago (EFE).- A Polícia espanhola deteve em várias localidades da região da Catalunha onze brasileiros que trabalhavam com permissões obtidas através de documentos de identidade portugueses falsificados.

Segundo fontes policiais, os detidos entraram na Espanha como turistas e, uma vez no país, pagaram entre 600 e 800 euros (US$ 800 a US$ 1.000) pelos documentos falsificadas.

Com esses documentos, tramitaram suas permissões de trabalho em condições de cidadãos de países da União Européia.

Os onze brasileiros são acusados de crime de falsidade ideológica e usurpação do estado civil e, além disso, foi aplicada a Lei de Estrangeiros, por isso poderiam ser repatriados ao Brasil. EFE rg/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.