Polícia espanhola acha escopeta usada em assassinato de brasileira

Orense (Espanha), 11 mar (EFE).- Um grupo de mergulhadores achou hoje em um rio de Orense, no norte da Espanha, a escopeta com a qual a brasileira Maria Socorro da Silva, de 26 anos, teria sido morta há um mês, informaram as autoridades.

EFE |

Fontes policiais disseram que a arma foi encontrada no rio Avia, à altura do município de Boborás, no mesmo lugar onde o suspeito do crime, Ramón F.A., de 48 anos e detido no dia 25 de fevereiro, confessou ter jogado o corpo da jovem.

O suposto assassino tinha dito à Polícia e ao juiz que matou a mulher com um golpe na cabeça em 10 de fevereiro após uma discussão sobre o valor que a jovem deveria receber por seu serviço como prostituta.

No entanto, a autópsia revelou que Maria Socorro morreu em decorrência de dois disparos, um na nuca e outro no peito.

Na véspera, durante uma revista feita por agentes à sua casa, o detido confessou que tinha matado a jovem com uma escopeta de caça, a mesma que foi encontrada hoje por um grupo de mergulhadores do Grupo Especial de Operações (GEOS) da Polícia espanhola.

A revista "Interviú" informou que Maria Socorro, mãe de uma menina de seis anos que ficou no Brasil, chegou à Espanha em 31 de dezembro para conhecer um homem por quem se apaixonou na internet.

A relação não foi à frente e a brasileira decidiu recorrer à prostituição para conseguir o dinheiro necessário para voltar ao Brasil.

Segundo a publicação, Maria Socorro tinha conseguido uma passagem de volta para o dia 28. EFE rv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG