NOVA YORK (Reuters) - A polícia intensificou a segurança nos principais hotéis de Nova York na sexta-feira, depois de bombas terem explodido em dois hotéis de luxo em Jacarta, matando oito pessoas na capital da Indonésia, segundo as autoridades. Não há nenhuma informação sobre uma ameaça semelhante em Nova York, mas agora já é procedimento padrão tomar esse tipo de precaução, disse em comunicado o comissário de polícia Raymond Kelly.

A cidade que abriga Wall Street, o distrito teatral da Broadway e outras atrações visitadas por milhões de turistas e empresários todos os anos vem prestando muita atenção a ameaças de segurança desde os ataques de 11 de setembro de 2001, que mataram 2.749 pessoas no local do World Trade Center.

O porta-voz da polícia Paul Browne disse que, meia hora depois dos ataques em Jacarta, os grandes hotéis de Nova York já estavam cercados por viaturas e policiais adicionais.

Homens-bomba atacaram os hotéis JW Marriott e o vizinho Ritz-Carlton em Jacarta.

O presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, disse que os ataques foram desferidos por um grupo terrorista interessado em prejudicar o país.

(Reportagem de Christine Kearney)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.