Polícia egípcia detém 64 membros do grupo Irmãos Muçulmanos

Cairo, 4 dez (EFE) - A Polícia egípcia deteve hoje 64 membros do grupo Irmãos Muçulmanos depois que organizaram dezenas de protestos em diferentes pontos do país em solidariedade para com os palestinos de Gaza, informou o movimento islâmico em seu site.

EFE |

As detenções ocorreram nas províncias de Alexandria, Ismailiyah, Sharqiya e Gharbiya, todas no norte do país, onde o partido ilegal organizou, esta semana, vários atos para expressar sua solidariedade para com os palestinos da Faixa de Gaza, que sofrem com o bloqueio israelense há mais de um ano.

As forças de segurança invadiram as casas dos detidos no começo da manhã, acrescentou o grupo opositor.

Entre os detidos há vários dirigentes do movimento, que é a maior força de oposição no Egito, e que ocupa 88 dos 454 assentos do Parlamento.

Os Irmãos Muçulmanos são objeto de uma campanha de detenções desde as eleições parlamentares de 2005, nas quais alcançaram conquistaram seus assentos na Câmara com candidatos que concorreram como independentes. EFE hh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG