Polícia egípcia detém 180 membros dos Irmãos Muçulmanos em ato contra Israel

Cairo, 12 jan (EFE).- Um total de 180 membros do grupo ilegal Irmãos Muçulmanos foram detidos hoje na província de Buhaira, cerca de 150 quilômetros ao norte do Cairo, informaram fontes policiais à Agência Efe.

EFE |

As detenções foram realizadas durante as manifestações que ocorreram hoje na capital da província, Damanhur, em solidariedade com os palestinos da Faixa de Gaza.

Dos detidos, 160 foram levados a quartéis da Polícia, enquanto os 20 restantes foram transferidos à sede do Departamento de Segurança do Estado, onde ficam os serviços secretos egípcios.

Nos últimos dias, centenas de militantes do grupo islâmico foram detidos por participar de protestos em solidariedade com os palestinos de Gaza.

Os Irmãos Muçulmanos, ilegalizados em 1954, são alvo de uma campanha de detenções desde as últimas eleições parlamentares de novembro-dezembro de 2005, nas quais alcançaram 88 dos 454 assentos em disputa. EFE nq/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG