Polícia e testemunhas divergem sobre morte de jovem em Atenas

Atenas, 7 dez (EFE).- A versão das autoridades gregas sobre a morte do jovem de 16 anos atingido na noite deste sábado por um tiro da Polícia de Atenas divergiu da que foi dada por várias testemunhas.

EFE |

Segundo as primeiras informações oficiais, o episódio, que desencadeou uma série de protestos em várias cidades do país, ocorreu quando uma viatura que patrulhava o bairro de Exarhia, no centro de Atenas, foi atacado com pedras e bombas incendiárias por um grupo de cerca de 30 pessoas encapuzadas.

Segundo a versão da Polícia, um dos dois agentes que estavam na patrulha deu "três tiros" para o ar com o intuito de dispersar os manifestantes.

No entanto, várias testemunhas ouvidas pela imprensa local desmentiram o suposto ataque ao carro dos policiais. Outras chegaram a dizer o agente que efetuou os disparos atirou intencionalmente nos jovens.

Em um comunicado divulgado neste domingo, a Polícia diz que "um grupo de aproximadamente 30 pessoas" agrediu "com objetos" os dois policiais que patrulhavam o bairro de Exarhia.

A nota diz ainda que os agentes "saíram do veículo" e foram até os manifestantes "para prendê-los". Ao serem "novamente alvo de agressões", "um dos policiais fez um disparo com uma bala de festim e o outro disparou três vezes com o revólver", matando Alexandros Grigoropulos, de 16 anos, com um tiro no peito.

Uma testemunha contou a uma emissora de TV privada que "os manifestantes não atacaram os policiais com objetos nem com bombas incendiárias".

Por sua vez, um taxista que passava pelo local afirmou que viu "o policial disparar contra o rapaz a sangue frio".

Outros canais e emissoras de Atenas veiculam testemunhos de pessoas que afirmam que a provocação contra os policiais foi apenas verbal.

A morte do jovem gerou manifestações de centenas de pessoas em diversas cidades do país, que durante toda a noite enfrentaram as forças de segurança e provocaram danos a lojas, bancos e veículos.

EFE afb/ab/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG