Polícia e Exército acompanham protesto a favor de Zelaya em Honduras

Tegucigalpa, 15 ago (EFE).- Seguidores do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, protestaram hoje em Tegucigalpa e San Pedro Sula, as duas cidades mais importantes do país, para exigir sua restituição no poder, acompanhados de perto por membros da Polícia e do Exército.

EFE |

As manifestações desta semana em Tegucigalpa foram seguidas de perto por policiais e militares "como medida preventiva diante de eventuais distúrbios", como os de terça-feira e quarta-feira, disse uma fonte policial à Agência Efe.

Sergio Rivera, dirigente do setor dos professores que participa dos protestos, disse à Efe que os policiais e militares "vão atrás e na frente da marcha, mas com uma atitude ameaçante".

"Parecesse que estão tentando nos pegar com uma armadilha, mas o povo está vencendo o medo e está saindo às ruas para se juntar a esta resistência prolongada", acrescentou Rivera.

Além disso, disse que outros protestos estão previstos em diferentes regiões do país para a semana que vem, "como novas medidas de pressão para agilizar a saída do golpista Roberto Micheletti do poder e restituir Zelaya na Presidência".

A manifestação passou na frente da residência do dirigente popular Carlos Reyes, que se recupera de várias lesões que sofreu há duas semanas, durante um enfrentamento entre seguidores de Zelaya e a Polícia. EFE gr/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG