Polícia dos EUA prende suspeitos pelo sequestro de jovem reaparecida

A polícia da Califórnia, nos Estados Unidos, prendeu um casal suspeito do sequestro de uma mulher, em 1991, que teria reaparecido nesta quinta-feira. Philip Garrido, de 58 anos, e sua esposa, Nancy, de 54, foram detidos pelo sequestro de Jaycee Lee Dugard, capturada quando dia 11 anos de idade.

BBC Brasil |

Segundo a polícia, Philip Garrido, que já foi condenado por abuso sexual, teve dois filhos com Dugard durante os anos em que ela foi mantida como refém.

O casal foi detido após terem aparecido em uma delegacia de polícia na cidade de El Dorado, ao lado de duas crianças e uma mulher, por conta de uma outra investigação.

Os policiais teriam desconfiado que a mulher, de 29 anos, que acompanhava o casal, era Dugard, que foi sequestrada há 18 anos.

Ainda não há detalhes sobre as razões que teriam levado os policiais a desconfiarem que a mulher era realmente Dugard.

De acordo com o repórter da BBC Rajesh Mirchandani, que está em Los Angeles, um porta-voz da polícia local afirmou que testes de DNA estão sendo conduzidos para averiguar a identidade da mulher, mas as autoridades têm quase certeza de que se trata realmente de Dugard.

Quintal
Segundo o delegado da polícia de El Dorado, Fred Kollar, o casal vivia com Dugard e as duas crianças em uma residência na cidade de Antioch, na Califórnia.

Kollar afirmou ainda que a polícia realizou buscas no local e encontrou um quintal escondido, com barracas, tendas e cómodos onde Dugard e as crianças teriam passado a maior parte de suas vidas.

Além disso, a polícia encontrou ainda um carro escondido no quintal que confirma as descrições feitas quando Dugard foi sequestrada.

A garota havia desaparecido em 10 de junho de 1991, quando caminhava até um ônibus escolar perto de sua casa, no leste da Califórnia. Ela teria sido capturada por duas pessoas, que a forçaram a entrar em um carro.

Reencontro
Em uma entrevista à rede de TV americana ABC News, o padrasto de Dugard, Carl Probyn, afirmou que ele e a família estão convencidos de que a mulher é a garota desaparecida.

"Eu havia desistido (de encontrá-la). Agora, ganhei na loteria", disse.

Probyn contou ter testemunhado o momento em que a filha foi capturada, mas não conseguiu impedir seu sequestro.

O padrasto da garota disse ter poucas informações sobre o que aconteceu com ela nestes 18 anos ou sobre quem a teria sequestrado.

A mulher já se reencontrou com sua mãe e aguarda os resultados dos testes de DNA.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG