Por Tim Gaynor PHOENIX (Reuters) - A polícia de fronteira dos Estados Unidos deteve quatro homens e apreendeu três carregamentos de armas, munição e partes de armas destinadas ao México, disseram autoridades nesta quarta-feira. As armas provavelmente seriam usadas por cartéis de drogas.

Autoridades norte-americanas e mexicanas estão trabalhando em conjunto para coibir o contrabando de armas para o México, onde mais de 7.000 pessoas foram mortas pelos cartéis desde o início do ano passado.

O Departamento de Segurança Doméstica disse que a polícia de fronteira no Arizona apreendeu 10 armas e milhares de cartuchos de munição escondidos em uma caminhonete que se dirigia ao México no sábado, e deteve dois homens, um mexicano e um cidadão norte-americano.

Em duas operações separadas no sul do Texas na semana passada, a polícia de fronteira apreendeu armas, munição e pólvora em veículos que iam para o México, e prenderam um cidadão norte-americano e um mexicano, de acordo com comunicado do Departamento.

As vendas de armas têm grandes restrições no México. Investigadores dizem que nove entre 10 armas apreendidas no sul da fronteira são rastreadas até vendedores de armas dos EUA.

Na segunda-feira, um vendedor de armas de Phoenix foi julgado sob acusação de vender centenas de armas, inclusive rifles AK-47, para traficantes sabendo que as armas seriam entregues a um poderoso cartel no Estado mexicano de Sinaloa, na costa do Pacífico.

Os cartéis mexicanos representam uma clara ameaça à segurança nacional dos EUA, disse o vice-presidente norte-americano, Joe Biden, nesta quarta-feira ao nomear o novo chefe para o combate ao narcotráfico.

"Organizações violentas de narcotráfico ameaçam as comunidades dos EUA e do México", disse Biden em uma cerimônia para nomear o chefe da polícia de Seattle, Gil Kerlikowske, como o novo chefe antidrogas no país.

Parlamentares norte-americanos devem participar de duas audiências nas próximas semanas para avaliar a capacidade das forças de segurança dos EUA para lidar com o aumento do crime relacionado aos traficantes mexicanos no lado norte-americano da fronteira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.