BOSTON - O brasileiro André Martins, de 25 anos, foi morto pela polícia de Yarmouth, nos Estados Unidos, após ter sido perseguido ao não parar em um bloqueio policial. As informações são do jornal local Cape Cod Times.

Segundo o jornal local, o crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira, por volta de 1h10, quando André Martins, acompanhado da namorada, passava pela Avenida Baxter e se negou a parar o carro quando os policiais sinalizaram.

Reprodução
André Martins, em foto de arquivo pessoal
André Martins, em foto de arquivo pessoal
Após uma perseguição de um minuto e meio, os policiais atiraram e mataram o brasileiro. Paramédicos que fizeram o resgate tentaram reanimar Martins, mas ele já chegou morto ao Cape Cod Hospital, em Hyannis.

 Segundo relato de amigos e familiares ao jornal "Cape Cod Times" , Martins estava ilegamente nos EUA e travalhava como pintor e atendente em um posto de gasolina. André Martins era pai de dois filhos e estava com a namorada, Camila Campos, no momento do incidente.

Versão da polícia

Segundo o jornal Boston Globe, o promotor local, Michael O´Keefe, realizou uma coletiva de imprensa onde deu maiores detalhes, mas se recusou a dizer se o uso da força por parte do policial foi justificado.

O´Keefe disse à jornalistas que após André Martins ter tentado fugir do policial Christopher Van Ness, entre 120 a 140 quilômetros por hora, o oficial pediu para outras viaturas próximas ao local realizarem um bloqueio mais à frente.

Ao ver o bloqueio, Martins entrou em uma rua para evitá-lo e, na tentativa de fazer um retorno, acabou batendo em Van Ness. O´Keefe afirmou que ainda não se sabe se o policial estava ou não dentro do carro nesse momento, pois em algum momento ele saiu da viatura e abriu fogo.

Ainda de acordo com o promotor, André Martins terminou de fazer o retorno e dirigiu por centenas de metros antes que seu carro parasse. Ainda não se sabe quantos tiros o brasileiro levou nem quantos o policial Van Ness atirou.

AE
AE
Pai e irmão de André, que moram no Pará, mostram foto do filho morto nos EUA

O tiro que matou André Martins perfurou seu coração e pulmões. Quando os paramédicos o tiraram do carro, o brasileiro tinha um cigarro de maconha em sua boca, segundo O´Keefe. Camila Campos, mãe de uma menina de 5 anos e um menino de 2, estava no banco de passageiros e não sofreu ferimentos.

O policial responsável, Christopher Van Ness, 34 anos, foi colocado sob férias administrativas com pagamento enquanto o caso está sendo investigado.

O´Keefe disse que o oficial estava triste pelo que o promotor chamou de tragédia.

Leia mais sobre: morte de brasileiro nos EUA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.