Polícia do Zimbábue detém dois jornalistas estrangeiros

HARARE (Reuters) - A polícia do Zimbábue deteve nesta quinta-feira dois correspondentes estrangeiros, incluindo um jornalista do New York Times que estava cobrindo as eleições do país. Eu posso confirmar que detivemos dois repórteres em York Lodge por trabalhar sem autorização, disse Wayne Bvudzijena, porta-voz da polícia local, acrescentando que eles seriam identificados na sexta-feira.

Reuters |

Testemunhas disseram que policiais armados e pessoas que pareciam ser agentes da inteligência do governo entraram no hotel onde os dois repórteres estavam hospedados.

O New York Times informou que seu repórter Barry Bearak foi preso.

'Barry Bearak, correspondente do Times de Joanesburgo, está sob a custódia da polícia de Harare, Zimbábue, onde estava cobrindo as eleições. Não sabemos onde ele está detido, ou quais são, se existem, as acusações contra ele', disse Bill Keller, editor-executivo, em comunicado.

'Nós estamos fazendo o possível para apurar suas condições, para garantis que ele está bem e sendo bem tratado, e conseguir sua liberação.'

(Reportagem de Nelson Banya)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG