Tamanho do texto

Quase 60 manifestantes tibetanos foram presos em Katmandu nesta terça-feira quando tentavam protestar diante da embaixada chinesa, anunciou a polícia.

Os manifestantes chegaram de ônibus e foram dispersados pela polícia quando tentavam sentar diante do prédio como forma de protesto.

De acordo com a polícia, os manifestantes devem ser liberados ainda nesta terça-feira.

A tentativa de manifestação marca a retomada dos protestos da diáspora tibetana no Nepal, interrompidas durante as eleições, que aconteceram quinta-feira da semana passada.

O Nepal tem menos de 20.000 tibetanos, que começaram a chegar ao país em 1959, depois que seu líder espiritual, o Dalai Lama, fugiu do Tibete para a Índia.

dds-sjt/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.