Polícia do Hamas proíbe circulação de 3 jornais palestinos em Gaza

Gaza, 28 jul (EFE).- A Polícia do Hamas em Gaza proibiu hoje a distribuição neste território de três dos principais jornais palestinos, editados na Cisjordânia, sob controle do Fatah, informou o Ministério do Interior na Faixa.

EFE |

Os periódicos "Al Quds", "Al Ayyam" e "Al-Hayat al-Jadida" chegaram esta manhã a Gaza, como de costume, através de Israel pela passagem fronteiriça de Erez.

Pouco depois, agentes da Polícia do Hamas impediram a distribuição dos periódicos, segundo o sindicato de jornalistas palestinos na Cisjordânia.

O Ministério do Interior do Hamas justificou a medida em resposta ao que considera um tratamento informativo parcial dos três atentados em Gaza da última sexta-feira, nos quais morreram sete pessoas, entre eles uma menina e cinco milicianos islamitas.

Após meses de relativa calma, os ataques -dos quais o Hamas acusa o Fatah- aumentaram a tensão entre ambos os movimentos rivais, com detenções em massa de simpatizantes de um lado ou outro nos territórios sob controle alheio.

Um dia depois dos atentados, os três jornais citavam membros do Fatah em Ramala, que os atribuíam a um racha na liderança do Hamas.

A Polícia do Hamas também penetrou nestes dois últimos dias nas sedes sociais da agência estatal palestina "Wafa", que pertence diretamente ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP) e líder do Fatah, Mahmoud Abbas.

Além disso, mantém detido desde sábado o cinegrafista da televisão alemã "ARD" Sawah Abu Saif.

A Associação da Imprensa Estrangeira em Israel e dos territórios palestinos pediu em comunicado a libertação imediata de uma detenção que, diz, "parece representar uma séria violação à liberdade de imprensa". EFE sar/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG