A polícia dinamarquesa ampliou nesta terça-feira as medidas de segurança para preparar a chegada dos cerca de 115 chefes de Estado e de governo aguardados até sexta-feira para participar do encerramento da conferência mundial sobre o clima em Copenhague.

"A segurança atingiu seu nível máximo, com a chegada de alguns dirigentes de grandes países que necessitam uma proteção maior", declarou à AFP Flemming Steen Munch, porta-voz da polícia de Copenhague.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, o presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, o príncipe Charles da Inglaterra e o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, estão entre as personalidades que desembarcaram nesta terça-feira em Copenhague.

Um imponente esquema de segurança foi instalado no aeroporto internacional da capital dinamarquesa para garantir a proteção dos dirigentes mundiais e de seus aviões, entre eles o Air Force One do presidente americano Barack Obama.

"Isso vai perturbar o tráfego, pois o espaço aéreo dinamarquês deverá ser fechado durante curtos e variados períodos de tempo", declarou à AFP Jan Aagaard, do serviço de comunicações do aeroporto. O dia de sexta-feira, que coincide com o início das viagens natalinas, será provavelmente muito complicado.

A polícia anunciou o fechamento provisório de estradas e avisou que haverá vários problemas de trânsito, devido à passagem entre o aeroporto e o Bella Center, onde acontece a conferência, e para os hoteis.

Diversas ruas e avenidas da capital já foram interditadas, e os hoteis de luxo estão protegidos por barreiras de segurança de concreto e policiais que montam a guarda dia e noite.

As forças da ordem pretendem coibir com firmeza eventuais novas manifestações. "Nosso objetivo é impedir a perturbação da ordem pública", destacou nesta terça-feira Per Larsen, da polícia de Copenhague, ao canal TV2 News.

A polícia já prendeu mais de 1.500 pessoas, em maioria estrangeiros, durante os vários protestos organizados desde o dia 7 de dezembro, quando começou a conferência. A grande maioria destas pessoas já foi libertada.

sa/yw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.