As polícias de Brasil e Uruguai detiveram nesta quinta-feira 27 pessoas envolvidas em lavagem de dinheiro e tráfico de ouro, prata e pedras preciosas que operavam no eixo Brasil-Uruguai-Argentina.

"O Banco Central do Uruguai e a Direção Geral de Impostos formalizaram a denúncia contra o grupo de empresários, por fraude fiscal, no tribunal da cidade de Young (319 km a noroeste de Montevidéu)", informou o próprio juiz encarregado do caso, Mario Suárez Suñol.

No total, a polícia uruguaia prendeu onze cidadãos uruguaios e um argentino, na chamada "Operação Hydra", que levou 9 meses e foi coordenada pelos serviços de Inteligência de Brasil e Uruguai.

No Rio Grande do Sul, as autoridades detiveram outras 15 pessoas, além de apreender mais de 500 quilos de prata, ouro, pérolas, diamantes e veículos.

Segundo a investigação, trata-se de uma poderosa organização, com ramificações nos três países, com negócios ilegais envolvendo milhões de dólares.

fb/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.