Bogotá, 17 fev (EFE).- Agentes da Procuradoria e da Polícia detiveram nesta terça-feira, no departamento (estado) de Cundinamarca, um suposto guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) acusado de planejar um atentado com explosivos contra uma locadora de vídeos de Bogotá, em que morreram duas pessoas em janeiro.

O acusado, Nelson Romero Suárez, conhecido como "Paramuno", foi detido em Cabrera, a cerca de 70 quilômetros de Bogotá, segundo informou o general Orlando Paez, da Polícia colombiana.

O oficial precisou que o homem planejou o atentado com explosivos contra a locadora de vídeo, no qual morreram um vigilante e uma executiva em 27 de janeiro passado, no norte de Bogotá.

Segundo Paez, o detido pertence à frente número 51 das Farc, grupo em que se integrou há 14 anos.

O policial disse ainda que o homem era responsável por organizar atentados contra estabelecimentos comerciais em Bogotá e tinha pendentes quatro ordens de captura por delitos como extorsão e terrorismo. EFE gta/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.