Washington, 8 nov (EFE) - A Polícia investiga o caso de uma mulher de 90 anos que vivia em sua casa, no subúrbio de Chicago, com os corpos dos três irmãos, um dos quais poderia ter morrido na década de 1980, informaram hoje fontes oficiais.

O comandante da Polícia, Tom Guenther, disse à imprensa que uma denúncia por telefone levou os agentes a descobrir o que acontecia na casa, localizada no bairro de Evanson.

A mulher foi levada a um hospital próximo para fazer exames médicos e os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico-Legal (IML) do Condado de Cook para determinar as causas e a data de sua morte.

Os cadáveres foram encontrados em diferentes lugares da casa de dois andares na qual vivia a idosa, alguns cobertos com cobertores.

O IML informou que ainda não pôde estabelecer a data precisa das mortes, mas, destacou que pelo avançado estado de decomposição tudo indica que podem estar há muito tempo, inclusive anos, na casa.

Os vizinhos afirmam que a mulher, que gosta de jardinagem, parecia estar em plenas faculdades mentais.

O escritório legista identificou os corpos como Anita Bernstorff, nascida em 1910 e vista pela última vez com vida em maio de 2008; Frank Bernstorff, nascido em 1920 e que não tinha sido visto vivo desde 2003, e Elaine Bernstorff, nascida em 1916 e vista pela última vez com vida nos anos 1980.

A identidade da idosa não foi revelada, mas os vizinhos disseram à imprensa que a conheciam como Margaret. EFE elv/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.