Polícia detém homem que fez 12 reféns em tribunal na Venezuela

Caracas, 27 fev (EFE).- A Polícia venezuelana deteve o homem que manteve como reféns em um tribunal de Carúpano, no nordeste do país, 12 pessoas, entre elas a juíza, informaram fontes oficiais.

EFE |

O chefe da Polícia Judicial local, Pablo Heredia, disse ao canal estatal "Venezolana de Televisión" que a situação tinha sido solucionada com a detenção do sequestrador e de seus cúmplices e com a apreensão de duas pistolas e uma granada.

O sequestrador havia tentado resgatar duas pessoas durante uma audiência que acontecia na sala 3 do tribunal de Carúpano, relatou Wilmer Flores, diretor da Polícia local, à "Venezolana de Televisión".

Segundo Flores, quatro homens armados com pistolas e granadas tentaram participar do resgate, mas apenas um deles entrou no tribunal, e os outros três fugiram após serem descobertos.

Os dois homens tinham sido detidos em 2008 por roubar um centro comercial O chefe da Polícia disse que não foram registrados feridos no tiroteio na entrada do tribunal e no momento em que a sala foi tomada pelo homem armado.

De acordo com Heredia, foram detidos o homem que entrou no tribunal e os três que fugiram ao serem descobertos pelos guardas locais. EFE rr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG