Polícia detém 5 pessoas que pediam libertação de parente em Mianmar

Bangcoc, 4 jun (EFE). Os corpos de segurança de Mianmar (antiga Birmânia) prenderam hoje cinco pessoas, incluindo três crianças, por se manifestar em frente à embaixada dos Estados Unidos em Yangun para pedir a libertação de um familiar.

EFE |

"Nosso pai foi detido de maneira injusta", dizia o cartaz carregado pelo grupo, cujo protesto não durou mais de 15 minutos, segundo testemunhas citadas pelo jornal "The Irrawaddy", editado na Tailândia.

A identidade do preso cuja libertação era solicitada não foi revelada.

Atualmente, 2.156 pessoas estão presas ou retidas em Mianmar por razões políticas, segundo a Associação de Assistência aos Presos Políticos.

O preso político mais conhecido é a líder birmanesa Aung San Suu Kyi, Nobel da Paz em 1991 e chefe do movimento democrático, que passou 13 dos últimos 19 anos sem liberdade de movimento por desafiar a Junta Militar que governa o país. EFE tai/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG