Polícia detém 2 jovens acusados de matar policial na Irlanda do Norte

Londres, 10 mar (EFE).- Um homem de 37 anos e um adolescente de 17 foram detidos acusados de terem relação com o assassinato de um agente cometido na segunda-feira à noite e que foi atribuído ao IRA de Continuidade, uma dissidência do Exército Republicano Irlandês (IRA), segundo informou hoje a Polícia.

EFE |

O agente, identificado como Stephen Paul Carroll, de 48 anos, foi baleado na localidade de Craigavon, sul da província, enquanto investigava a denúncia de uma mulher sobre uma atividade suspeita na região.

Segundo a agência britânica "Press Association" ("PA"), Carroll foi baleado na nuca por um homem que atirou pela janela traseira da patrulha policial na qual estava e que não era identificada como um veículo das forças de segurança.

No tiroteio, o companheiro do agente falecido ficou ferido, segundo as forças da ordem.

Os dois suspeitos, detidos na mesma localidade de Craigavon, no condado de Armagh, estão sendo interrogados pelas autoridades.

Além disso, as forças de segurança revistaram pelo menos dois imóveis na zona residencial vizinha de Drumbeg, supostamente por terem relação com a morte de Carroll, segundo a emissora pública britânica "BBC".

As detenções foram realizadas depois que o IRA de Continuidade enviou à agência local "Press Association" ("PA") uma mensagem codificada na qual assumia a autoria do ataque.

O policial morreu 48 horas depois que dois soldados britânicos foram assassinados na Irlanda do Norte em um ataque do IRA Autêntico, outra organização dissidente do Exército Republicano Irlandês.

A esposa do policial morto, Kate Carroll, expressou hoje sua dor pela perda: "Tiraram um bom marido e destruíram minha vida", disse.

EFE jm/db

    Leia tudo sobre: irlanda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG