Segundo autoridades, 55 carros foram incendiados em várias regiões da cidade californiana desde quinta-feira

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, anunciou nesta segunda-feira a detenção de um “suposto envolvido” em uma onda de ataques realizados na cidade californiana desde quinta-feira. De acordo com autoridades, ainda é “muito cedo” para dizer se o homem é responsável por incendiar 55 veículos.

Leia também: Mesquita e local de culto hindu são alvos de ataques em Nova York

Bombeiros tentam controlar fogo após carros serem incendiados em Los Angeles, na Califórnia
AP
Bombeiros tentam controlar fogo após carros serem incendiados em Los Angeles, na Califórnia

O anúncio foi feito um dia depois de a polícia divulgar imagens de um homem branco com idade entre 20 e 30 anos andando em um estacionamento onde um carro foi queimado. Ataques similares foram registrados em áreas como Hollywood, West Hollywood, North Hollywood e Fairfax.

A maior parte dos ataques aconteceu em estacionamentos ou contra carros parados em frente a prédios. Em alguns casos, as chamas atingiram apartamentos, mas não houve registro de feridos.

Um dos edifícios danificados foi a casa onde morou Jim Morrison, vocalista da banda The Doors, na região de Hollywood Hills.

A polícia não deu detalhes sobre como os carros foram incendiados ou sobre provas coletadas nas cenas dos crimes. As autoridades não têm certeza se os ataques foram cometidos por uma única pessoa ou por um grupo.

Uma recompensa de US$ 60 mil (RS$ 112 mil) foi oferecida em troca de informações que levem à prisão do responsável.

Com AP e BBC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.